Resenha: O Oceano no Fim do Caminho

18361803

Fonte: GoodReads

Título: O Oceano no Fim do Caminho

Título original: The Ocean at The End of The Lane

Autor: Neil Gaiman

Gênero: Fantasia, realidade fantastica

Nota: 5 estrelas

Descrição:

Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos.

Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino.

Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Tudo o que posso der sobre este livro é que ele é como um poema, uma canção de ninar. Ele é como um velho cobertor favorito, aconchegante, reconfortante. Lindo.

Os personagens são apresentados de tal forma que o leitor consegue visualizá-los perfeitamente, e a narrativa permite sentir os que os personagens sentem, ver o que eles veem, vier os acontecimentos juntamente com eles.

Em O Oceano no Fim do Caminho há mágica, há amor, há dor – assim como na vida. Este é mais outro mundo lindamente construído por Neil Gaiman; um mundo do qual temos um vislumbre neste livro, mas que pode muito bem continuar vivendo e nossas mentes.

***

Esta resenha foi originalmente publicada no meu blog em inglês, Tiny Box of Imagination.

Novos rumos!

Há alguns meses comecei um blog de resenha de livros em inglês (Tiny Box of Imagination). Pois bem, vou tentar traduzi-las para o português e postá-las aqui.

Vamos ver se funciona.

Feliz Ano e Blog Novo

Nesta passagem de ano fiz algo que normalmente não é do meu feitio –  resoluções de ano novo.

A minha lista inclui ser mais disciplinada, organizada, paciente (difícil missão essa), perseverante, dedicada, menos estressada, e me colocar em primeiro lugar de vez em quando (ao invés de sempre em último).

Também tenho que continuar a emagrecer até chegar ao meu peso ideal, e a partir daí, mantê-lo, e continuar a fazer meu exercício na ergométrica todos os dias (aplicação direta da disciplina, organização, dedicação e perseverança).

Este blog é, provavelmente, para me ajudar a alcançar estas metas – ou pelo menos a de ser menos estressada. A verdade é que preciso de um lugar para desabafar, tagarelar, ‘geekear’, etc.  Vamos ver se terei a disciplina de mantê-lo.

Não prometo posts diários, nem sei se alguém o lerá. Mas a idéia de anonimato me estimula, traz liberdade, e anima a alma.

Feliz 2014!